Amores tóxicos

Por Carolina Licht (@psicarolinalicht)

Infelizmente, vejo muito desses amores por ai, mas, em minha opinião não consigo chamar isso de amor. Dentro de um relacionamento ter submissão, desrespeito, mentiras, manipulação e até violência, isso não pode ser amor.

Aquele que diz que ama, mas humilha, controla, te coloca pra baixo, te ofende, ou seja, o que ele diz não é coerente com o que ele faz. Isso é tóxico, com o tempo vai minando a sua autoestima, vai te calando, e você vai se deixando de lado, perdendo as forças.

No entanto, nada que te amanse, de aquiete e de destrua pode ser bom. Se a aonde você vai, com quem e como incomoda tanto o outro o problema não está em você, pois isso não é apenas falta de confiança é falta de respeito com quem você é, com a sua individualidade, com o seu espaço fora do relacionamento.

É preciso saber diferenciar o que é cuidado e preocupação com o que é controle excessivo.  Amor que é amor soma, valoriza, anda junto e não essa bagunça que te vira de cabeça pra baixo e te coloca dentro de um labirinto cuja a saída parece não existir.

Pode ser difícil, talvez precise pedir ajuda, mas é necessário se libertar dessa prisão que te colocaram com nome de amor. Ainda assim, existe um amor sincero e completo que mora dentro de você, esperando para ser descoberto e essa pode ser a única e melhor saída.  

Por Carolina Licht
Psicóloga e Gestalt-Terapeuta (@psicarolinalicht) | Site: carolinalichtpsi.wixsite.com/website

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s